• Português
  • English
  • notícias

    Qualidade de vida: rejuvenescimento íntimo com laser

    Não é só a pele do rosto que envelhece com a idade: a região íntima feminina também sofre os resultados da perda de colágeno e de elasticidade cutânea, resultando em desconforto e até dores nas relações sexuais. A flacidez pélvica, outro processo comum de envelhecimento, também pode causar incontinência urinária, o que significa uma perda na qualidade de vida de muitas mulheres (principalmente após a menopausa). Atualmente, existem tratamentos não cirúrgicos para a flacidez de pele na área íntima, e uma delas é o laser Fotona. “O tratamento é muito confortável, quase não dói e é bem eficiente. Nossas pacientes ficam satisfeitas logo na primeira sessão”, afirma a doutora Natalia Cymrot, médica dermatologista formada pela Universidade de São Paulo (USP) que realiza tratamentos íntimos com Fotona em seu consultório, na região paulistana de Pompeia/Perdizes.

     

    O laser Erbio YAG (Er:YAG), exclusivo da tecnologia Fotona, estimula a produção de colágeno e da elastina pela pele, promovendo a recuperação do tônus e da sustentação vaginal, e proporciona uma redução do diâmetro do canal vaginal, com melhora na qualidade das relações sexuais e da incontinência urinária. A parte genital externa também pode ser tratada, com melhora da flacidez da vulva e clareamento da virilha.

     

    “O rejuvenescimento íntimo com laser é indicado para mulheres de cerca de 30 anos de idade em diante, quando a perda de colágeno passa a se acentuar gradualmente”, explica a doutora Natalia Cymrot.

     

    Primeiramente, a paciente deve ser avaliada pelo dermatologista e pelo ginecologista, a fim de eliminar problemas ginecológicos (como tumores ou infecções). “É necessário fazer exame de urina e papanicolau antes do tratamento”, acrescenta a médica dermatologista. Além disso, no caso de tratamento para incontinência urinária, é preciso eliminar outras causas que não sejam o envelhecimento natural. Homens que desejem tratar flacidez anal também podem fazer o tratamento, com o devido acompanhamento do proctologista.

     

    O tratamento com Fotona é feito em quatro sessões, sendo uma sessão por mês. Antes de cada aplicação, a única preparação necessária é ficar quatro dias sem relação sexual. A aplicação do laser é praticamente indolor, com utilização de anestesia em creme, podendo haver posterior corrimento com um pouco de sangue. Como se trata de um procedimento não invasivo, ele é feito no consultório e não exige repouso.

     

    Depois do tratamento, é recomendada uma manutenção a cada seis meses ou um ano, pois o processo de envelhecimento continua acontecendo.

     

    “Os resultados são sentidos já após a primeira sessão e têm um efeito de médio prazo. O que percebemos é uma melhoria muito grande na autoestima e na saúde emocional das pacientes, que passam a aproveitar melhor sua vida sexual”, conclui a doutora Natalia Cymrot.

     

    O tratamento íntimo a laser tem cobertura por planos de saúde.

    Deixe seu comentário