• Português
  • English
  • notícias

    Pele masculina também precisa de cuidados

    Pele masculina também precisa de cuidados

    Muita gente ainda tem a ideia de que o cuidado com a pele é algo feminino. Este é um engano muito perigoso: sem os devidos cuidados e o acompanhamento do médico dermatologista, os homens muitas vezes acabam ficando mais vulneráveis a problemas e doenças relacionados à pele, aos cabelos e às unhas.

    Por exemplo, segundo o Instituto Nacional de Câncer (Inca), o melanoma, que é o tipo de câncer de pele mais grave por sua alta possibilidade de metástase, causa mais mortes de homens do que de mulheres no Brasil, muito embora haja mais casos femininos. O fato de o prognóstico desse tipo de câncer ser bom quando detectado em estágios iniciais pode ser um indício de que a falta de atenção dos homens à pele pode estar influenciando essas estatísticas.

    Outros problemas dermatológicos também são bastante comuns entre os homens. É o caso da acne: em geral, a pele do rosto masculino possui mais glândulas sebáceas, cujo funcionamento é influenciado fortemente pela testosterona (hormônio masculino); o resultado é uma produção maior de oleosidade, propiciando o surgimento de cravos, espinhas e poros dilatados.

    Também por causa da testosterona e de fatores genéticos, a alopécia (calvície) aflige mais os homens – de acordo com a Sociedade Brasileira de Dermatologia, 80% deles têm ou terão algum tipo de queda excessiva de cabelo.

    Por fim, há ainda questões relacionadas à barba – seja ter uma barba mais “cheia” e sem falhas, seja combater irritações causadas pelo ato de se barbear – e às unhas – como fungos ou unhas encravadas.

    Portanto, os cuidados dermatológicos não devem ser uma preocupação exclusivamente feminina. Aqui vão algumas dicas para os homens manterem a saúde da pele, dos cabelos e das unhas em dia:

    Pele
    Mantenha uma rotina diária de cuidados com a pele. Não leva mais que dez minutos no total:
    – Pela manhã, lave o rosto com um sabonete específico (diferente do usado no corpo), de preferência líquido e indicado para seu tipo de pele (oleosa, seca, mista ou normal).
    – Se tiver a pele oleosa, é recomendado utilizar um tônico, que ajuda a remover impurezas e a controlar a oleosidade.
    – Após a higienização, aplique um hidratante específico para o rosto (o restante do corpo também precisa ser hidratado, preferencialmente após o banho).
    – Aplique filtro solar antes de sair de casa, a fim de proteger sua pele contra os raios ultravioleta. Faça a reaplicação ao longo dia, conforme necessário. O rosto é a principal área a ser protegida, mas vale lembrar que mãos e braços também ficam muito expostos ao sol (principalmente para quem dirige).
    – À noite, repita o ritual de higienização e hidratação.

    Além dessa rotina simples, vale investir em limpezas de pele profissionais periódicas, principalmente se tiver pele oleosa. E, especialmente após os 40 anos, é recomendado consultar o dermatologista uma vez ao ano para verificar manchas, pintas e outros indícios de doenças cutâneas (é assim que se detecta o câncer de pele precocemente).

    Barba
    Raspar a barba significa remover uma proteção da pele, podendo ocasionar ressecamento e irritação.
    Alguns cuidados básicos evitam esses problemas:
    – Cuide bem do instrumento utilizado, seja ele a lâmina (“gilete”), seja o aparelho elétrico, seja a navalha. Mantenha-o limpo e guardado em local seco. Troque a lâmina quando estiver gasta, e nunca compartilhe seu aparelho de barbear.
    – Antes de se barbear, higienize o rosto com sabonete líquido. O momento ideal para se barbear é após o banho: o calor da água dilata os poros e amolece os pelos, o que facilita cortá-los e reduz a agressão à pele.
    – Para evitar cortes e pelos encravados, passe a lâmina no sentido do crescimento dos pelos.
    – Após se barbear, enxague o rosto e seque-o levemente com uma toalha. Em seguida, aplique um creme hidratante específico para o rosto e seu tipo de pele.
    – Evite se barbear todos os dias.

    Cabelos
    Mesmo quem tem cabelos curtos deve cuidar bem deles: evite lavá-los todos os dias, utilize xampu e condicionador específicos para seu tipo de cabelo e não esfregue a toalha com força ao secá-los. Além disso, evite lavar os cabelos com água muito quente, pois esse hábito pode tornar as raízes mais oleosas.
    Excesso de oleosidade e caspa devem ser combatidos, pois podem ocasionar queda de fios. Caso note um desses problemas, ou perceba que seus cabelos estão caindo em excesso, consulte um dermatologista.

    Unhas
    Cuidar bem das unhas não significa gastar tempo e dinheiro com elas. A princípio, basta cortá-las semanalmente e mantê-las limpas. As unhas dos pés merecem especial atenção, pois têm uma tendência maior de encravar e desenvolver micoses. Caso perceba algum desses problemas, não tente resolvê-lo em casa: consulte o dermatologista, que irá diagnosticar corretamente e indicar o tratamento mais eficaz.

    Agora, se você quer cuidar ainda mais de sua pele, a dermatologia utiliza tecnologias de ponta para promover a saúde e a beleza desse importante órgão do nosso corpo. Existem desde tratamentos tópicos e injetáveis até modernos procedimentos a luz e laser que atenuam sinais de envelhecimento cutâneo, corrigem marcas e cicatrizes, diminuem a gordura localizada, combatem a queda de cabelo ou reduzem pelos indesejáveis.

    Confira alguns tratamentos indicados para o público masculino em nosso site e agende uma consulta conosco. Sua pele merece!

    Deixe seu comentário