fbpx

Melasma: como tratar a pele afetada?

Melasma: como tratar a pele afetada?

Melasma: como tratar a pele afetada?

O melasma é uma doença da pigmentação da pele e não uma simples mancha. É uma doença crônica, que não tem uma cura definitiva, mas que pode ser controlada com tratamentos. O melasma tem sido muito estudado e até surgiram algumas novidades dos últimos congressos.

 

Causas do melasma

Uma das causas do melasma é a genética. Existem muitos genes já mapeados e que estão relacionados com essa doença.

Além disso, o melasma piora com todos os tipos de luz e não só com a ultravioleta.

Então a luz visível, das lâmpadas, do computador, do celular, todo tipo de luz contribui para a piora do melasma.

E também o calor, os raios infravermelhos também pioram a doença.

Os fatores hormonais, principalmente os hormônios femininos, fazem o melasma aparecer durante o período da gestação ou com o uso de anticoncepcionais.

Tratamentos para o melasma

O laser não é o mais indicado para começar o tratamento do melasma, diferentemente do que a maioria das pessoas pensa.

O primeiro tratamento que deve ser feito é clínico, com fórmulas, com combinações de medicações que aliam despigmentantes, anti-inflamatórios e antioxidantes.

Proteção solar

Além disso, o uso do protetor solar com cor é fundamental para todo mundo que tem melasma.

E ele tem que ser usado de maneira a cobrir completamente as manchas, inclusive em dias nublados e chuvosos.

Novidades em tratamentos

Além do tratamento clínico com protetor, cremes e fórmulas, a gente pode usar outros tratamentos que são relativamente recentes.

São produtos novos, que podem ser usados na pele, como, por exemplo, o thiamidol e a cisteamina.

Esses produtos podem ser usados como cremes ou, principalmente, como uma aplicação rápida, como se fosse um peeling: aplicando, deixando na pele por meia hora ou uma hora e retirando em seguida.

Microagulhamento

O microagulhamento também pode ser indicado no tratamento do melasma.

Só os orifícios feitos pelo rolinho já melhoram o melasma, mas a gente pode aplicar substâncias clareadoras e potencializar a penetração desses produtos.

O ácido tranexâmico pode ser usado no microagulhamento, na forma de creme, através da injeção em micropontos na pele ou mesmo por via oral.

Ele dá um bom resultado, mas deve necessariamente ser acompanhado por um médico dermatologista, não deve ser usado pelo paciente sozinho, porque pode causar sérios problemas, principalmente de coagulação.

Então esses são os tratamentos mais novos e que podem ajudar bastante as pessoas com melasma, mas sempre devem ser prescritos pelo dermatologista.

Se você tem melasma, saiba que é possível tratar e melhorar muito a qualidade da pele.

AGENDE AGORA UMA CONSULTA ONLINE, CLIQUE NO BOTÃO ABAIXO 

AGENDE AGORA UMA CONSULTA ONLINE, CLIQUE NO BOTÃO ABAIXO 

Abra o Chat
Ajuda
Quer agilizar o seu atendimento?
Powered by