Micoses

atualizado em: 26/02/2024
Tempo de Leitura: 3 minutos
Sumário

Conheça a micose cutânea, uma infecção fúngica que afeta pele, unhas e cabelo. Coceira, vermelhidão e descamação são sinais reveladores. Diagnosticar e tratar precocemente é essencial. Entenda mais sobre esse assunto lendo o texto abaixo.

Dermatologia Clinica - Micose - imagem ilustrativa

Introdução

A pele, nosso maior órgão, desempenha um papel crucial na defesa do corpo contra invasores externos. Além de sua função como barreira física, a pele regula a temperatura e é essencial para a sensação tátil. No entanto, essa barreira protetora pode ser comprometida por diversas condições, e uma delas é a micose cutânea. 

Neste artigo, vamos explorar a micose, incluindo o que é, quais as causas e sintomas, como é realizado o diagnóstico e quais as opções de tratamento. Leia até o final e saiba mais!

O que é a micose?

A micose cutânea é uma infecção fúngica que afeta a pele, unhas ou cabelos. Essa condição é causada por fungos, que se alimentam de queratina, uma proteína presente na pele, unhas e cabelos.

Quais as causas e sintomas da micose?

Os fungos responsáveis pelas micoses são encontrados no meio ambiente, em animais e em outros seres humanos

Ambientes quentes e úmidos, como chuveiros públicos, piscinas e vestiários costumas ter mais chance de terem contaminação por fungos. A infecção ocorre quando há contato direto com esses fungos ou superfícies contaminadas.

Os sintomas das micoses variam de acordo com o tipo de fungo, as condições de saúde do paciente e as áreas afetadas, mas geralmente incluem coceira, vermelhidão, descamação e, em alguns casos, formação de bolhas. Nas unhas, a micose pode causar descoloração, espessamento e deformidades. No couro cabeludo, pode levar à queda de cabelo e lesões descamativas ou até purulentas.

Como é realizado o diagnóstico de micose?

O diagnóstico das micoses geralmente envolve uma combinação de exame clínico, exame micológico direto, cultura fúngica e, ocasionalmente, testes laboratoriais mais avançados. O tipo específico de micose pode influenciar a escolha dos métodos diagnósticos. 

O diagnóstico preciso é crucial para determinar o tratamento mais apropriado, pois diferentes tipos de fungos podem responder de maneira diferente aos medicamentos antifúngicos. 

O acompanhamento pelo dermatologista é essencial para garantir um diagnóstico preciso e iniciar o tratamento adequado.

Quais as opções de tratamentos das micoses?

O tratamento das micoses varia com base na localização da infecção, sua gravidade e o tipo específico de fungo envolvido. Abaixo estão algumas opções comuns de tratamento para micose:

  • Cremes e Pomadas: Aplicados diretamente na área afetada, contêm antifúngicos como clotrimazol, miconazol ou terbinafina. São eficazes para infecções superficiais na pele.
  • Medicamentos por via oral: Casos mais extensos ou persistentes podem exigir antifúngicos orais, como terbinafina, itraconazol ou fluconazol. Esses medicamentos são mais potentes e podem ser necessários para infecções nas unhas ou couro cabeludo.
  • Shampoos antifúngicos: Utilizados no tratamento de micoses no couro cabeludo. Podem conter substâncias como cetoconazol ou selênio.
  • Esmaltes Antifúngicos: Podem ser aplicados diretamente nas unhas afetadas para tratar infecções ungueais.
  • Manter a área seca e limpa: Essencial para prevenir a propagação da infecção. Trocar roupas úmidas, secar bem entre os dedos e evitar o compartilhamento de itens pessoais são práticas importantes.
  • Antifúngicos Tópicos e Orais: Em alguns casos, o médico pode prescrever uma combinação de tratamentos tópicos e orais para garantir uma abordagem abrangente.
  • Lasers muitas vezes auxiliam muito no tratamento ds micoses, especialmente as de unhas, ou onicomicoses.
  • Manutenção e Prevenção: Mesmo após a resolução da micose, o tratamento pode precisar ser continuado para evitar recorrências. Medidas preventivas, como higiene rigorosa e evitação de fatores de risco, são essenciais.

É crucial seguir as instruções do médico e concluir o curso completo do tratamento, mesmo que os sintomas melhorem antes. Interrupções prematuras podem resultar em recorrências da infecção. 

Além disso, a prevenção desempenha um papel vital, evitando ambientes úmidos, compartilhamento de itens pessoais e mantendo uma boa higiene. Em casos persistentes ou recorrentes, é fundamental procurar orientação médica para avaliação e ajuste do plano de tratamento.

Foto Dra Natalia
Dra. Natalia Cymrot
CRM: 84332-SP
RQE: 30628 - Dermatologia
Dra. Natalia Cymrot é dermatologista formada e pós graduada pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo, com Título de Especialista pela Sociedade Brasileira de Dermatologia.
Dra Natalia Cymrot

Acompanhe no Instagram

Está enfrentando queda de cabelo inesperada? Você não está sozinha. Muitas pessoas passam por isso, especialmente em momentos de grandes mudanças. Felizmente, temos tratamentos eficazes que podem ajudar!

Siga o nosso perfil para acompanhar as dicas semanais ou acesse o site (link na descrição 👉 @nataliadermatologia).

#quedadecabelo #cabelo #dermatologista #dermatologiaclinica #dermatología
🍊 A vitamina C é uma substância muito vista na composição de alguns produtos, além de muitas pessoas falarem sobre essa vitamina. Mas afinal de contas, o que será que a vitamina C faz na pele? A vitamina C, de verdade, é um produto que vale a pena usar?

Nesse post, vamos responder essas perguntas e entender melhor os 3 principais benefícios da vitamina C. Confira!

Link está na descrição 👉 @nataliadermatologia

✅ Eu sou a Dra. Natalia Cymrot CRM 84.332, Dermatologista Clínica, Pediátrica, Cirúrgica, Laser e Estética, e vou explicar para vocês.

Para marcar consultas, entre em contato conosco pelo Whatsapp (link na descrição) ou 📞 (11) 99386-0675

Se esse conteúdo foi útil para você, deixe nos comentários! ⤵ E compartilhe o post em suas redes sociais.

#vitaminac #pele #tratamento #estetica #dermatologista #dermatologiaclinica #dermatología
🔎 O melasma é uma condição de pele comum, caracterizada pelo surgimento de manchas escuras e irregulares, geralmente no rosto, especialmente nas bochechas, testa, nariz e lábio superior. Felizmente, existem diversos tratamentos disponíveis para ajudar a gerenciar e reduzir a pigmentação irregular da pele, incluindo o uso de substâncias clareadoras, peelings superficiais e microagulhamento.

Neste artigo, abordaremos o uso desses tratamentos no combate ao melasma, oferecendo opções eficazes para promover uma pele mais uniforme e radiante. Leia até o final e saiba mais!

Link está na descrição 👉 @nataliadermatologia

✅ Eu sou a Dra. Natalia Cymrot CRM 84.332, Dermatologista Clínica, Pediátrica, Cirúrgica, Laser e Estética, e vou explicar para vocês.

Para marcar consultas, entre em contato conosco pelo Whatsapp (link na descrição) ou 📞 (11) 99386-0675

Se esse conteúdo foi útil para você, deixe nos comentários! ⤵ E compartilhe o post em suas redes sociais.

#melasma #tratamentos #botox #estetica #dermatologista #dermatologiaclinica #dermatología
Descubra o poder da drenagem linfática:

▫ Reduza inchaços e melhore sua circulação de forma relaxante.

▫ Desintoxique o corpo e promova uma pele mais saudável e radiante.

Agende seu horário e sinta os benefícios desde a primeira sessão!

Saiba mais sobre como transformar seu bem-estar, entre em contato conosco!

Siga o nosso perfil para acompanhar as dicas semanais ou acesse o site (link na descrição 👉 @nataliadermatologia).

#drenagemlinfatica #drenagem #dermatologista #dermatologiaclinica #dermatología
O site https://nataliadermatologia.com.br/ visa melhorar o acesso aos pacientes à informação de qualidade sobre sua saúde, porém nada substitui uma avaliação completa, durante consulta médica e diagnóstico adequados.
Responsável técnico: Dra. Natalia Cymrot CRM: 84332-SP | RQE Nº : 30628 - Dermatologia
DIREITOS RESERVADOS NATALIA CYMROT - DESENVOLVIDO POR SURYAMKT
Entrar em contato via Whatsapp
Entrar em contato via Telefone
magnifiercross